18 de outubro de 2017

SEMED Turilândia realiza planejamento de ações para restante de ano letivo


A Secretaria Municipal de Educação de Turilândia (SEMED), realizou nesta segunda-feira (16) o Planejamento para o restante de dias do ano letivo 2017 onde reuniu professores e diretores das escolas municipais

O objetivo é trabalhar, de forma itinerante, a organização, estrutura e metodologias da gestão escolar junto aos professores e diretores para que os planos e conteúdos sejam executados simultaneamente, em todas as escolas do município e as metas sejam alcançadas.

Essa ação é fragmentada em planejamentos bimestrais, com o Plano Anual servindo de base e suporte, a partir dele se faz os demais planejamentos. Durante cada encontro são sanadas as dúvidas recorrentes de cada ação entre professores e diretores.  

17 de outubro de 2017

Colônia de Pescadores em Turilândia oferece curso de alfabetização para sócios

A professora Flávia ensinando a pescadora e aluna Edwirges 

Aconteceu na noite desta segunda-feira (16), na Colônia de Pescadores Z-83 em Turilândia, a abertura do Curso de Alfabetização de jovens e adultos, intitulado como “Pescando Letras” que acontecerá de segunda a sexta das 17 às 19 horas.
O curso que está sendo realizado pela Colônia de Pescadores através de recurso próprio, visa alfabetizar sócios pescadores que não tiveram a oportunidade de estudar durante a idade regular de aprendizagem.

14 de outubro de 2017

Escola Maria de Jesus realiza show de Talento Gospel em Turilândia


A Escola Maria de Jesus Silva Costa em Turilândia, realizou na noite de ontem (13), o Show de Talento Gospel. O evento que faz parte do Projeto Desperta Geração 2017, tem o objetivo de incentivar e despertar o valor espiritual entre os jovens, além de valorizar os talentos existentes nas escolas.
Para a realização do show, os alunos contaram com a organização da Diretora Aysenegls, além da participação da Coordenadora Rosidalva, professores,  agentes de apoio e administrativos, vigias e os próprios alunos.
Durante a noite houve a apresentação de convidados, como as cantoras evangélicas, Rute Aniba, Neilma Queiroz, Emilly Pavão, Grupo de Louvor Comprados pelo Sangue, Grupo Som e Louvor e Jota Filho, também houve a participação da igreja católica representada da melhor forma pelas cantoras, Meridalva, Letícia de Jesus, Debora Cintia e Katleen Raniele, entre outras apresentações.
O auge da noite foi a apresentação da peça teatral “O leilão de uma alma”, apresentada por alunos do 8º e 9º ano da própria escola, onde interpretaram a luta incansável de uma alma até ser resgatada por Jesus Cristo. O evento se encerrou com o sorteio de bíblias e livros espirituais .

































9 de outubro de 2017

O que muda nas eleições de 2018 com a reforma política sancionada por Temer

Entre as regras sancionadas pelo presidente Michel Temer, estão a criação de um fundo eleitoral e o estabelecimento de um teto de gastos para campanhas
Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Os deputados e senadores aprovaram, no fim do prazo estabelecido pela lei eleitoral, a reforma política. As novas regras foram sancionadas pelo presidente Michel Temer e algumas já passarão a valer durante as eleições de 2018. Entre as mudanças, está a criação de um fundo com recursos públicos para financiar as campanhas e compensar o fim das doações de empresas, proibidas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Também foi adotada uma cláusula de desempenho para os partidos, o fim de coligações partidárias a partir de 2020 e a determinação de um teto de gastos para as candidaturas. Ao sancionar a reforma política , o Temer vetou a proposta que determinava que páginas na internet suspendessem, em no máximo 24 horas, sem a necessidade de decisão judicial, a publicação de conteúdos denunciados.

O texto previa a retirada de notícias consideradas "discurso de ódio, disseminação de informações falsas ou ofensas em desfavor de partido ou candidato". A proposta  recebeu críticas de parlamentares e de diversas entidades do setor de comunicação. Confira as principais mudanças válidas a partir das eleições de 2018:

Cláusula de desempenho 

Até as últimas eleições, todos os partidos recebiam uma parcela do fundo partidário . O tempo de propaganda em emissoras de televisão e rádio era calculado de acordo com o tamanho da bancada da legenda na Câmara dos Deputados. Com a mudança, as legendas precisam atingir um desempenho eleitoral mínimo para ter direito ao tempo de propaganda e acesso ao fundo partidário. 
Para 2018. os partidos terão que alcançar ao menos 1,5% dos votos válidos, distribuídos em, no mínimo, nove estados, com ao menos 1% dos votos em cada um deles. Como alternativa, as siglas devem eleger ao menos nove deputados, distribuídos em, no mínimo, um terço das unidades da Federação. As exigências aumentarão de forma gradativa até 2030.

Fundo eleitoral 

O fundo foi uma das criações da reforma política aprovada por deputados e senadores. Até o momento, partidos e candidatos recebiam doações somente de pessoas físicas e não havia verba pública destinada diretamente às campanhas eleitorais. Agora, foi criado um fundo com dinheiro público para financiamento de campanhas eleitorais. Estimado em R$ 1,7 bilhão, o fundo terá a seguinte distribuição:
·         2% igualmente entre todos os partidos;
·         35% entre os partidos com ao menos um deputado na Câmara;
·         48% entre partidos na proporção do número de deputados na Câmara em 28 de agosto de 2017;
·         15% entre os partidos na proporção do número de senadores em 28 de agosto de 2017.

Arrecadação 

Os candidatos só eram autorizados a iniciar a arrecadação em agosto do ano da eleição, mas o acesso ao dinheiro estava condicionado ao registro da candidatura. Com a mudança, os candidatos terão a opção de arrecadar recursos em campanhas online ( crowdfunding ) a partir de 15 de maio do ano eleitoral. Além disso, os partidos podem vender bens e serviços e promover eventos de arrecadação. Empresas estão proibidas de financiar candidatos .

Limite para doações 

O limite para doações foi um dos pontos discutidos, mas, na prática, não foi alterado. Antes da reforma, as pessoas físicas eram permitidas a doar 10% do rendimento bruto declarado no ano anterior à eleição. O item não foi alterado, pois o presidente Michel Temer vetou o estabelecimento de um teto de 10 salários mínimos.

Limite para gastos

A lei eleitoral não previa nenhum limite para as campanhas. Agora, haverá tetos com valores distintos de acordo com o cargo que o candidato almeja. Para candidatos a deputados estaduais (ou distritais, válido para o Distrito Federal), o limite foi fixado em R$ 1 milhão. As campanhas para deputado federal não poderão gastar mais que R$ 2,5 milhões.

Os candidatos a senadores poderão gastar entre R$ 2,5 milhões e R$ 5,6 milhões, dependendo do número de eleitores de seu estado. As campanhas para governador poderão ter despesas de R$ 2,8 milhões a R$ 21 milhões, de acordo com o número de eleitores do estado. Já as campanhas para presidente terão limite de R$ 70 milhões no primeiro turno. Para o segundo turno, ficou estabelecido um teto da metade desse valor.

Debates

Alvo de diversas críticas de partidos menores, a exigência do convite a candidatos a debates de televisão e rádio foi alterada. Antes, as emissoras só eram obrigadas a convidar nomes dos partidos com mais de nove cadeiras na Câmara dos Deputados. Agora, o número foi reduzido para cinco.

Voto impresso

Até as últimas eleições, não havia nenhuma comprovação para os eleitores. O voto ficava registrado somente nas urnas eletrônicas. Para as eleições de 2018, o voto deverá ser impresso. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no entanto, já adiantou que não terá orçamento para implementar a medida em todo o Brasil no próximo ano.

* Com informações da Agência Brasil.
Fonte: Último Segundo - iG 


Instituto Estadual do Maranhão abre processo seletivo com 2.682 ofertas


Já estão abertas as inscrições do processo seletivo interno simplificado do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema). A seleção visa o preenchimento de 2.682 vagas na área da educação, sendo 90 imediatas e 2.682 para formação de cadastro reserva (CR) de eventuais oportunidades. 
As inscrições devem ser realizadas exclusivamente por meio da página eletrônicawww.fsadu.org.br/concursos. A ficha de cadastro estará disponível no site até o dia 9 de outubro. O valor da taxa de participação é de R$ 40 e o seu pagamento poderá ser efetuado até o dia 10. 
Todos os candidatos inscritos executarão duas etapas: prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, e análise de títulos, apenas classificatória. 
Com 3 horas de duração, a prova objetiva será aplicada na data prevista de 29 de outubro nas cidades de Chapadinha, Presidente Dutra, Santa Helena, Santa Inês e São Luís (Itaqui-Bacanga).
Os cargos ofertados são: gestor geral (48 CR), gestor auxiliar com função pedagógica (5 vagas + 48 CR), gestor auxiliar com função administrativo/financeira (5 + 48 CR), secretário escolar (5 + 48 CR) e professores nas disciplinas de arte (5 + 160 CR), atendimento educacional especializado (5 + 160 CR), biologia (5 + 160 CR), educação física (5 + 160 CR), filosofia (5 + 160 CR), física (5 + 160 CR), geografia (5 + 160 CR), história (5 + 160 CR), intérprete de libras (5 + 160 CR), língua portuguesa (5 + 160 CR), língua estrangeira - inglês (5 + 160 CR), língua estrangeira - espanhol (5 + 160 CR), matemática (5 + 160 CR), química (5 + 160 CR) e sociologia (5 + 160 CR).
(Diário dos Concursos)