27 de maio de 2012

Governo investirá R$ 304 milhões em obras nos municípios


O Governo do Estado irá investir R$ 304 milhões em obras que serão executadas em parceria pelas Prefeituras municipais. Os recursos, voltados para ações nas áreas da saúde, educação, infraestrutura e produção agrícola, serão repassados por meio de convênios e começarão a ser liberados a partir desta semana.
O secretário de Estado de Assuntos Políticos, Hildo Rocha, enfatizou que serão contemplados municípios que atenderam a três critérios essenciais: formalizaram os pedidos durante a realização dos Seminários Regionais de Lideranças; apresentaram os projetos a serem beneficiados e, por fim, atenderam a todos as exigências previstas em lei. “É indispensável que os municípios estejam adimplentes com o governo estadual. Sem isso ficam impossibilitados de assinar os convênios”, destacou. “Tudo é feito com transparência, conforme determina a lei”, observou.
Hildo Rocha ressaltou que a descentralização das ações do governo estadual é um antigo pleito dos gestores municipais e tem sido objeto de intensos debates durante as Marchas a Brasília em Defesa dos Municípios.
“A constituição de 1988 ampliou as atribuições dos municípios, mas, os recursos necessários para que as prefeituras possam cumprir integralmente tudo que está previsto na lei são insuficientes porque praticamente permaneceram inalterados”, observou o secretário. “Isso causa um estrangulamento das finanças municipais. Dessa forma, ao firmar parcerias com as Prefeituras, o Governo do Estado ameniza essa questão, agiliza o andamento das obras e, consequentemente, contribui para o fortalecimento dos municípios”, afirmou Rocha.
Seminários
O secretário chefe da Casa Civil, Luis Fernando Silva, assinalou que o processo de descentralização das ações do governo ganhou impulso com os Seminários Regionais de Lideranças, projeto inovador idealizado pela governadora Roseana Sarney, realizado de maio a agosto do ano passado, nas regionais de Santa Inês, Presidente Dutra, São João dos Patos, Pedreiras, Timon, São Bento, Balsas, Imperatriz, Itapecuru-Mirim e São Luís.
Durante os eventos, o Governo catalogou 2.272 demandas. As propostas mais relevantes foram incluídas no Plano Plurianual (PPA 2012-2015). Entretanto, as reivindicações mais urgentes começaram a ser atendidas já em 2011. Este ano, o governo deu continuidade às parcerias e os novos investimentos serão efetuados, conforme previsto no planejamento do governo, aprovado pela Assembleia Legislativa do Maranhão.
Obras e equipamentos
De acordo com o secretário Hildo Rocha, os recursos serão aplicados na construção de praças, ginásios poliesportivos, estádios de futebol, quadras de esportes, pontes, estradas municipais, perfuração de poços artesianos, implantação de sistemas de abastecimento de água e pavimentação em bloquetes e asfalto.
Também serão utilizados na aquisição de ambulâncias, equipamentos hospitalares, patrulhas mecanizadas, kits de irrigação, construção de tanques (açudes) para criação de peixes, matadouros e mercados públicos e unidades habitacionais.
Imirante
Mais Recente
Próxima Notícia
Leia Também

2 comentários:

  1. metade desse dinheiro não vai chegar ao seu destino. e a outra metade pode até chegar, mas mesmo assim vão fazer obras que custam 100 mil reais e declararão 1.000.000 (um milhão).
    é isso que vai acontecer!!!

    ResponderExcluir
  2. Esta jogada acontece todo ano de eleição para Prefeito. Derrame de dinheiro pelo Estado para simular execução de obras e na realidade servirá para financiar a campanha dos malfeitores ou seus sucessores que assaltam diáriamente os cofres da Prefeitura. Na hora de dar aval para Prefeito ladrão, a Roseana está aí mesmo. Enquanto isto a nossa justiça nada vê, nada enxerga, tá cega totalmente.

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua opinião.
Atenção: Comentários com palavras ofensivas ou críticas fora de propósito, ligados ou não ao tema,serão deletados. Ataques pessoais ou a marcas, difamações, racismo ou obscenidades não são permitidos.