Pesquise Aqui

header ads

A visão ofuscada de Turilândia: uma crítica do descaso e uma proposta para a melhora

 Fábio Coimbra é licenciado em Filosofia; 
Atualmente está cursando Mestrado em Sociedade e Cultura pela Universidade Federal do Maranhão. 
Seu projeto de pesquisa investiga as contribuições do economista indiano Amrtya Sen para a temática do Desenvolvimento e da sustentabilidade sob o enfoque da ética e da liberdade. 


          As análises históricas a propósito do desenvolvimento mostram o quanto os cuidados aos serviços básicos de saúde e educação se tornaram um empreendimento importante para alavancar o desenvolvimento social e determinados povos. O Japão não seria hoje o que é se não tivesse investido maciçamente em educação e saúde após a segunda guerra mundial. A China quando adotou a orientação para o mercado em 1947, já tinha superado consideravelmente os problemas no que tange a essas duas áreas acima citadas. Quando uma série de oportunidades sociais surgiram para os indianos nas décadas de 80 e 90 como resultado de uma série de reformas políticas ocorridas, a grande negligencia aos serviços de educação e saúde (anterior a esse contexto) fez com que os habitantes da Índia não aproveitassem aquelas oportunidade que se abriam. A enorme negligência aos serviços de saúde e educação básica é a grande explicação para os avanços da China em relação a Índia, por exemplo. 

         No Brasil, a extrema corrupção na política e a massiva negligência aos serviços de educação básica e saúde constituem as principais causas do atraso do país. Consequentemente, os programas sociais como Bolsa Escola, Bolsa Alimentação, Bolsa Família, etc., são, em ultima instância, medidas desesperadas que o governo instituiu – preocupado com a quantidade e não com a qualidade – objetivando a redução da pobreza da miséria e da desigualdade. Obviamente (e que isso fique claro) não estamos discutindo aqui se, de fato, os programas sociais são relevantes ou não para a redução da miséria e da pobreza. Isso é assunto para outro artigo que em breve devo fazer. O que estamos querendo dizer é que a nossa sociedade poderia ser melhor e mais bem desenvolvida se não fosse a negligência para com a educação e a saúde. Alias, todo esse quadro terrível de corrupção que vemos tem como aliado forte a instituição do Direito, que – por meio dos masturbadores da justiça, os chamados advogados, os defensores da corrupção – protege essa rede de roedores que corroem a saúde e a educação do país. O Brasil, certamente seria mais reto se o Direito não fosse tão torto. 

          Nos Estado (o Maranhão, por exemplo) a negligência para com os serviços básicos prestados à sociedade é muito perceptível. Basta ver que para a obtenção de alguns benefícios, ou conquistas, os professores muitas vezes são obrigados a fazer greve. O que – de per si – já mostra o tamanho do descaso. 

         Nos municípios (Turilândia, por exemplo), essa realidade não é tão diferente. Pois embora as imagens nos dê determinadas impressões, suscitando em nós determinadas idéias, na prática – quando nos voltamos para o tecido concreto da sociedade – não encontramos uma correspondência eficiente entre as idéias que as imagens nos imprimem e a realidade social as quais referenciam. Ou seja, não se vê na matéria de Turilândia nada que corresponda as idéias do espírito tal como elas são formuladas a partir de uma construção imagética. A imagem que é também um instrumento de dominação política, obviamente tem um contributo muito grande para a manutenção no poder. Nesse sentido, é sempre bom tomarmos o Maximo de cuidado ao ver determinadas coisas, ou fazer determinadas análises simplesmente a partir daquilo que é dado à nossa simples visão pelo aparelho midiático. Pois, corremos o risco de nunca sairmos do inferno escuro, que é a caverna carente de luz, similar à parcial ausência de luz nas ruas noturnas de Turilândia, fruto da ausência de compromissos. 

           Quando voltamos nosso olhar para a educação sob o olhar da analítica ou da hermenêutica, percebemos o quanto Turilândia está longe de um padrão de qualidade. Tenho a impressão de que faltam docentes mais qualificados (com toda reverência aos que já tem a devida qualificação); falta a idealização e realização de mais projetos; falta, por exemplo, a construção de uma quadra para a realização das atividades físicas dos alunos para que eles deixem de fazê-las na rua; e, sobretudo, me parece que falta um secretário (a) de educação mais presente e empenhado na busca de solução para os problemas que a educação municipal enfrenta. Assim, portanto, nos damos conta de o quanto falta ser feito, bem como da extensão do descaso para com a educação por parte do município. E isso é decepcionante, pois, traz a perspectiva de continuidade da mesmice. 

          Há muito pouco em Turilândia da idéia de ruptura com o passado recente e de construção a partir da noção de descontinuidade na configuração da atual sociedade turilândense. Sobre a areia movediça é impossível a construção de um grande e belo edifício. É necessário o lançamento firme da base antes da construção. Enfim, o olhar da cidade como um todo é parcialmente embaçada, ofuscada, pelas pegadas do descaso em determinados setores. 

           Ao final, cumpre ressaltar que nossas críticas não são céticas, isto é, não criticamos por criticar. O que queremos é contribuir para que melhores ocorram; melhoras na materialidade da sociedade e não na sua demonstração imagética que quase nunca diz a realidade dos fatos sociais. Não é com mídia que se constrói uma sociedade melhor e sim com a devida eficiência na promoção dos serviços básicos de educação e saúde. 
          Gestores entendam que uma cidade é uma estrutura complexa que se governa no conjunto da demandas sociais, e não apenas pintando paredes de prédios.

Postar um comentário

17 Comentários

  1. Turilandia já melhorou muito do que era, a secretaria de educação é a primeira participar e ajudar os professores diferente de todos outro secretários que só recebia dinheiro . Primeiro visite turilandia e depois de sua opinião, lembre do estrago deixado pelos do seu seu grupo curió e veja a diferença hoje

    ResponderExcluir
  2. Essa não é mais a turilandia antiga da humilhação e sim um novo governo que oferece médico, medicamentos, educação, a turilandia que você seu refere é a antiga da gestão passada que o seu grupo ajudou destruir, escrever textos cheio de falácias não contribui para melhorar, volte e visite a nossa cidade e encontrará uma turilandia diferente do seu texto.

    ResponderExcluir
  3. Ruim mesmo era na gestão passada que não tinha médico remédio e nem vergonha na cara do prefeito

    ResponderExcluir
  4. Bom mesmo ta nunes freire que ta usando o dinheiro de 8 anos de turilandia.

    ResponderExcluir
  5. Turilandia está evoluindo

    ResponderExcluir
  6. è muito bom saber que existem pessoas que são capazes de observar uma sociedade e independentemente de suas preferências políticas fazerem comentários que abrem os olhos das pessoas e que nos permitem perceber que não estamos sozinhos. Ao mesmo tempo, fico muito triste ao perceber que existem pessoas cegas, ignorantes e masoquistas, que estão sofrendo com o descaso político em Turilândia e mesmo assim são incapazes de enxergar a real situação do povo. Esses devem ser os grandes beneficiados pela administração atual.

    ResponderExcluir
  7. Falou pouco e disse tudo!!!!

    ResponderExcluir
  8. Turilandia nao precisar de mas poeta....em palavras mas sim de atitudes.....

    ResponderExcluir
  9. O que eu digo é que atualmente Turilandia é uma outra cidade, podemos contar com saúde educação(merenda escolar), não sou beneficiada em nada sou apenas realista.

    ResponderExcluir
  10. Então vc não está em turilandia, pois a saúde e péssima e a educação nem se fala está uma catástrofe. . A calania robou todo recursos que estavam nas caixas execultoras das escolas. Quer tirar a dúvida procure pra um fos diretores de qualquer escola. .. o rombo é mais de 500 mil reais. ..

    ResponderExcluir
  11. ... "outrora chamada de Pilões, Lugar de corações tão JUBILOSOS e CATIVOS..."

    A esperança é a ultima que morre..

    ResponderExcluir
  12. Turilandia hoje passa sim por um momento é verdade povo turilandese,inclusive quando traz de serrano pessoas que sao capazes de humilhar os turilandenses eesa é gestao nova de turilandia de humilhações.

    ResponderExcluir
  13. Hoje a Educação esta completa tem do que carrega a bolsa da secretária aquela que passa a rasteira nos companheiros, entao vamos nos perguntar que profissional é esse q derruba para subir, que profissional e esse que nao consegue crescer sem que seja babando a secretaria de educação que por sinal muito educada mais que esta cercada de peessoas assim, alias corrijo tres pessoas.

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  15. Quer saber quem é ela espere o movimento que vai acontecer em Turilandia para reenvindicar concurso aquele de Curió lembra? pois o mesmo esta sendo capetaneado por ela e Edilson mais claro que ela nao aparece so fica nos bastidores.

    ResponderExcluir
  16. Ola meus caros turilandenses aqui estou eu de volta na educação tambem tem uma chamada CLEUDECI que é coordenadora de um programa importantissimo mais que esta funcinando de forma erra, para minha surpresa porq ela se diz muitissimo competente coitada mau sabe que o povo ja sabe que ela é na veradade muito incapaz e sem falar nais outras coisas que ela faz de errado dentro do programa CUIDADO...... é Alberto vc sta bem

    ResponderExcluir
  17. Você sugere muito engodo em seus comentários, mas o conteúdo deles não condiz com o tema proposto.

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua opinião.
Atenção: Comentários com palavras ofensivas ou críticas fora de propósito, ligados ou não ao tema,serão deletados. Ataques pessoais ou a marcas, difamações, racismo ou obscenidades não são permitidos.