9 de julho de 2015

Turilândia recebe novo delegado

Turilândia recebeu hoje (8), um novo delegado que deverá intervir contra a criminalidade no município.
A cidade que já foi bastante tranquila e pacata, tem enfrentado um terrível crescimento de criminalidade, seguida de violência, morte e roubos.

Diante desse fato, no dia 08 de junho, o prefeito municipal Alberto Magno e o vereador Rogério Marques protocolaram junto a secretaria de Segurança o ofício nº 15/GP/2015, solicitando a celebração de um convênio entre o município e a Secretaria de Segurança Pública, visando a atuação conjunta no combate à criminalidade no Município de Turilândia. Com a assinatura do convênio, o município se colocou à disposição para providenciar espaço físico, alimentação e combustível para que a polícia militar e civil atue de forma satisfatória. 




Também houve o empenho fundamental do Legislativo, que incansavelmente lutou pedindo providências imediatas referentes à situação caótica de insegurança, solicitando um delegado, agentes de polícia e aumento do efetivo militar para atuarem de maneira repressiva contra a criminalidade. 


Reforçando o pedido ao governo do Estado, no dia 16 de junho, houve o protesto popular intitulado como “O Dia do Basta”, (clique aqui e reveja) que paralisou Santa Helena e Turilândia, exigindo que a secretaria de segurança pública do estado se comprometesse mais com os dois municípios, aumentando o efetivo policial.






Hoje o novo Delegado, foi recepcionado pelo Secretário adjunto de administração Marcus Salgado e o vereador Gilmar Carlos, que se prontificou de imediato auxiliar no que for preciso para que Turilândia viva dias mais seguros.




Segundo informações da administração municipal, o delegado deverá ser apresentado aos moradores em breve.


 Com informações do Blog Vereador Rogério Marques 

Mais Recente
Próxima Notícia
Leia Também

0 comentários:

Deixe aqui sua opinião.
Atenção: Comentários com palavras ofensivas ou críticas fora de propósito, ligados ou não ao tema,serão deletados. Ataques pessoais ou a marcas, difamações, racismo ou obscenidades não são permitidos.