25 de fevereiro de 2016

É ano de eleição

Faltando pouco mais de 7 meses para as eleições municipais de 2016, muitos grupos políticos já estão se mobilizando para o pleito deste ano. Nesta época, as alianças começam a ser formadas e os candidatos definidos.

A partir deste momento é que os candidatos começam a procurar as famílias que podem lhe render votos, a participar de eventos onde tem muita gente, com intuito de se aproximar dos eleitores, mas até que ponto estamos preparados ou dispostos a receber em nossa família determinados candidatos?


Não é chegada a hora de impedir o contato entre o candidato e a sua família, pelo contrário, é hora de abrir as portas de sua casa, recebe-lo como amigo, sentar, conversar, ouvir e falar. É hora de ouvir as ideias para melhoria do nosso município, é hora de conhecer a fundo cada candidato e projeto, é hora de traçar o perfil do candidato desejado para cada cargo, é hora de fechar cercos, selecionar candidatos que mais demonstram confiança.

Já não é hora de votar por amizade, é hora de votar por competência, por capacidade, não é hora de favorecimento, é hora de conhecer e votar em quem pode fazer a diferença.  

È hora de participar de reuniões e comícios políticos, todos possíveis, de todos os candidatos, acompanhar com atenção cada promessa levantada em cima do palco, é hora de participar de comícios sem esperar que o momento se transforme num show de baixarias. É hora de deixarmos de ser plateia de teatros forjados para enganação de eleitores, é hora de expor dúvidas, expor desejos pelo seu município.

É hora de usar as redes sociais com sabedoria, sem expor ofensas a ninguém, sem denegrir o próprio povo, a própria cidade, é hora de entender e aceitar que a política não é para todos, assim como todos não são para a política. É hora de sair da mesmice, é hora de exigir novidades, não acreditar em qualquer pesquisa, não aceitar qualquer imposição ou ameaça.

Mas também é a hora de segurar os “nervos à flor da pele”, é hora de ouvir coisas que sabe que não são reais, é hora de ouvir promessas irreais, aí é chegado a hora de riscar esse candidato da tua lista, porque candidato que mente antes da eleição, provavelmente mentirá muito mais depois de eleito.

Enfim, é chegada a hora de escolher com atenção quem será o seu representante na esfera política, é hora de encontrar o seu título eleitoral dentro de seus documentos e com afinco se preparar para um dos dias mais significantes da sua vida, e o mais importante, é hora de se lembrar que a eleição dura apenas um dia, mas as consequências deste voto duram pelo menos 4 anos. 
Mais Recente
Próxima Notícia
Leia Também

0 comentários:

Deixe aqui sua opinião.
Atenção: Comentários com palavras ofensivas ou críticas fora de propósito, ligados ou não ao tema,serão deletados. Ataques pessoais ou a marcas, difamações, racismo ou obscenidades não são permitidos.