23 de junho de 2017

Mais de 180 tanques rede já foram implantados pelo Governo para fortalecer a piscicultura no estado

 Com 12 bacias hidrográficas e 60,90% de sua área total banhada por rios, o Maranhão tem condições privilegiadas para o desenvolvimento da aquicultura. Pensando nisso, a cadeia produtiva da aquicultura está em entre as 11 prioritárias do Programa Mais Produção. Entre as ações nessa cadeia, está a implantação de tanques redes nos municípios de maior potencial no setor, totalizando 180 tanques já em funcionamento. 

 Municípios como Grajaú, Pastos Bons, Tuntum, Joselândia, Pindaré Mirim e Magalhães de Almeida já foram contemplados e vem recebendo acompanhamento técnico da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), além da capacitação dos piscicultores, que contempla aspectos como biometria de peixes, povoamento, repicagem e armazenamento de ração.    

 Para o secretário da Sagrima, Márcio Honaiser, esta é mais uma forma de o Governo do Estado levar mais oportunidade e renda para pequenos produtores. “Não temos dúvida de que, com conhecimento e as condições adequadas, nossos aquicultores alcançarão excelentes resultados de produção, que vão se transformar em renda, qualidade de vida e melhoria na economia dessas regiões”, disse.  

Está prevista a instalação de mais 264 tanques rede, além do trabalho que será desenvolvido nos municípios do Mais IDH, onde serão implantados outros 120 tanques. A piscicultura nessa modalidade possibilita ao produtor iniciar a sua operação com pequeno capital, ampliando modularmente o seu investimento 

Além dos tanques rede, a Sagrima vem realizando assistência técnica e gerencial a 175 propriedades em 19 municípios na cadeia de aquicultura: Arari, Bela Vista, Cantanhede, Igarapé do Meio, Itapecuru Mirim, Matinha, Miranda do Norte, Nina Rodrigues, Santa Rita, São Mateus, Vitoria do Mearim, Humberto de Campos, Icatu, Primeira Cruz, Estreito, Joselândia, Magalhães de Almeida, Monção, Pindaré Mirim e Tuntum. A assistência é feita por meio de convênio com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). 
Mais Recente
Próxima Notícia
Leia Também

0 comentários:

Deixe aqui sua opinião.
Atenção: Comentários com palavras ofensivas ou críticas fora de propósito, ligados ou não ao tema,serão deletados. Ataques pessoais ou a marcas, difamações, racismo ou obscenidades não são permitidos.