Pesquise Aqui

Main Ad

Câmara concede título de Cidadão Turilandense ao Sargento Castro e Marlon Serrão



Na manhã desta sexta-feira (18), a Câmara de vereadores concedeu o Título de Cidadão Turilandense ao Sargento Castro e Marlon  Serrão.

O referido Título de Cidadão Turilandense é um reconhecimento pelo trabalho prestado ao longo dos anos em que os homenageados atuam no município e foi aprovado por todos os vereadores.

O Sargento Castro recebeu a indicação e o título das mãos do vereador Sávio Araújo, pelos serviços  prestados relevantes aos trabalhos na área de segurança pública no município, mantendo o respeito, a ordem pública e mostrando confiança a cada dia que passa, além dos serviços na área da saúde, como enfermeiro.

Agraciado com o título de Cidadão Turilandense,  por indicação do vereador Warison Meneses, o empresário Marlon Serrão  agradeceu o reconhecimento. Durante o seu discurso, Marlon agradeceu a homenagem e enalteceu as características da receptividade dos moradores de Turilândia, relembrando como foi sua chegada e permanência no município. Destacou a importância da amizade e respeito pelos moradores independente de escolha e disposição política.

Segundo o vereador e presidente da Câmara, Warison Meneses, a homenagem e título ao Marlon Serrão foi por ser um importante empresário que há anos  gera empregos e renda ao município, além da representatividade na assistência a diversas pessoas através de articulações.




Confira abaixo o discurso do Sargento Castro.

“Me sinto muito feliz e de certa forma muito emocionado e falo a todos vocês neste momento com muito orgulho, diante desta homenagem.

Permitiu-me Deus Pai, recebê-la com jubilo que não consigo disfarçar. Permitam-me todos, iniciar minha fala, repartindo e atribuindo as emoções que dela decorrem, mencionando o nome dos meus pais, seres humanos que norteiam o meu caminhar e que lapidaram a minha personalidade construindo aquilo que sou. Edson Barros e Valdecy Carvalhêdo, a quem Deus confiou me dar o dom supremo da vida., acompanhando-me com orientações sabias e exemplos constantes até hoje.

A segunda pessoa que quero mencionar, com extrema felicidade, é minha esposa, a quem transferi e transfiro ate hoje todo o meu amor, carinho, dedicação e respeito, dona incondicional do meu coração e de todos os meus sentimentos mais profundos a exatos 17 anos, 4 meses e 18 dias, simplesmente eu te amo.
Meus filhos: Luis Gustavo, Ana Luiza castro e Luis Guilherme.


Para guiar as minhas palavras, busquei a simplicidade da existência destes familiares, meus pilares. Busquei também nas palavras sagradas do Eclesiastes, no primeiro verso do terceiro capítulo que ensina: “Tudo tem seu tempo determinado e há tempo para todo o proposito debaixo do céu”.
Inspiro-me nesse pensamento como direcionamento, um posicionamento, como alicerce de minha vida profissional como policial militar, para dizer que tudo que foi feito por este povo, foi feita com absoluta justiça e imparcialidade, obedecendo sempre a legalidade, seja ele, pobre ou rico, vivendo no centro ou periferia, branco ou negro.

A primeira vez que aqui cheguei, era 11 de janeiro de 2010, uma segunda-feira, no decorrer dos anos, vendo a cidade crescer com seu povo hospitaleiro, sabia que além de desenvolver um bom trabalho, automaticamente ia conhecer novos amigos, a minha outra profissão (Enfermeiro) aumentou mais esta possibilidade e assim aconteceu, muito bem recebido por todos e guardo uma lembrança gratificante do acolhimento que me foi dispensado por muitas pessoas desta cidade. Lembro-me de tudo com a mesma intensidade de hoje, tenho de fato muitos amigos aqui. E ao longo de tantos anos e tantas permanências nesta cidade, foram construídas sinceras amizades. Amigos que aqui se encontram abrilhantando esta solenidade e outros que justificadamente a ela não puderam comparecer.

Reverencio a memória dos que já partiram e quero transmitir aos demais o meu fraternal abraço e pedir que se sintam individualmente mencionados nesta minha saudação, pois nela não quero citar nomes para não ocorrer em omissões.
Desde então, por incontáveis e sucessivas vezes aqui estive, participando de várias resoluções de conflitos sociais, religiosos, familiares e de situações corriqueiras havidas no dia a dia desta cidade. Ser policial nem sempre vai agradar a todos, mas toda vez que saio de minha casa, peço em orações proteção e que não faça injustiça nas ruas, levando em consideração o nosso povo trabalhador, nossas crianças, nossos idosos, nossas gestantes, peço para Deus a proteção contra os bandidos com fuzil, com arma de fogo, com as facas pontiagudas, as agressões com socos, das pedradas, dos xingamentos e os desejos de nosso mal, mas apesar de tudo, sempre com o pensamento em resolver da melhor maneira possível as ocorrências e quando retornar para minha casa, para minha família, sei que vou deitar com a cabeça no meu travesseiro com a consciência tranquila de dever cumprido.

De coração, meus sinceros agradecimentos a todos os que aqui encontram-se presentes, aos eminentes Vereadores deste município pela honraria que me concedem, aos amigos que honram e dignificam com suas presenças esta reunião, dizendo a todos que me sinto muito gratificado e satisfeito com o que estamos vivenciando.

Finalizando, quero agradecer novamente, o recebimento desta honraria do Título de Cidadão Turilandense e falar para todos vocês, o quanto é grande minha alegria e satisfação de estar aqui neste momento.

Senhores e senhoras, representantes do Povo de Turilândia, por tudo, por todos, por Deus, muito obrigado.”











Postar um comentário

1 Comentários

  1. É muito orgulho que nós amigos e familiares sentimos neste momento vendo João Castro receber este título de cidadão Turilandense pelos bons serviços prestados a cidade de Turilândia sabemos que tudo o que faz é com presteza e dedicação... parabéns João Castro Neto.

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua opinião.
Atenção: Comentários com palavras ofensivas ou críticas fora de propósito, ligados ou não ao tema,serão deletados. Ataques pessoais ou a marcas, difamações, racismo ou obscenidades não são permitidos.